Roteiro Turístico

Situada na  margem sul do Rio Mondego, junto à foz do mesmo, implantada entre o mar, rio e pinhal, fica a cinco quilómetros do centro da cidade da Figueira da Foz à qual pertence como zona urbana. As suas origens piscatórias remontam ao século XVIII, sua principal actividade até á década de oitenta do século XX. Nestes últimos anos teve um grande desenvolvimento industrial, permitindo aos seus habitantes que se empregassem fora do sector das pescas.
 
As suas potencialidades naturais como os seus cinco quilómetros de praias a poente, de areia branca e fina, com água transparente de boa qualidade, o mar com excelentes condições para a prática de desportos radicais, o Rio Mondego, que a margina a norte e a nascente, permite: prática de pesca desportiva, de vários desportos náuticos, assim como outros motivos lúdicos e de lazer. O pinhal a sul, com o seu magnífico parque de merendas têm contribuído para o incremento de um enorme movimento na área do turismo.
 
Com uma população de brandos costumes, alegre e hospitaleira, com uma gastronomia típica e variada, de ricos sabores, a Freguesia de São Pedro tem tudo para lhe proporcionar umas férias agradáveis, um descanso retemperador da pressão agitada provocada pela vida moderna. 
 
Para satisfazer a sede de cultura dos seus visitantes, esta Freguesia tem para oferecer a Igreja Matriz, o Barco da Arte e Raízes no largo da Praia da Cova, a Âncora na Praia do Hospital, a Âncora no largo das Alminhas, o Farol no largo da Junta de Freguesia e o Bote na entrada Norte da Freguesia.
 
No âmbito do turismo, São Pedro apresenta excelentes condições para a prática do turismo balnear, proporcionada pelos cinco quilómetros de praias de areia branca e fina, pelo mar límpido com água de excelente qualidade e, também, pelas condições proporcionadas pelo braço Sul do Mondego que ladeia a Nascente a freguesia, permitindo a pesca desportiva, a vela, a canoagem e o remo.
 
Durante a época estival, assiste-se a um duplicar da população residente, originado pelo retorno de férias dos emigrantes e do número, cada vez maior, de turistas que aqui passam as suas férias, gozando das condições magníficas das praias, recorrendo ao turismo de habitação, às duas residenciais e aos dois parques de campismo existentes.
 
As praias do Cabedelo, do Hospital e da Cova são três extensões de areia fina e quente que, no Verão, se inundam de gente gozando as delícias do sol e do mar. Não raro é adicionar aos banhos de sol e de mar, o prazer de assistir a desportos náuticos como a vela, o windsurf e o surf, destacando-se a prova do Campeonato do Mundo de Surf que, habitualmente, se realiza na praia do Cabedelo.
 
No rio, praticam-se vários desportos como a vela, o remo, a pesca à linha ou um passeio de bote, cedido por pescadores, para ir até à coroa existente junto à ponte dos arcos, onde é frequente a apanha de bivalves.
 
À noite, especialmente ao fim-de-semana, existe sempre um bom programa de animação, de realçar os já famosos bailes organizados no anfiteatro do largo da praia da Cova.